30 de abr de 2011

Favorito XXL 2011

Danilo Couto, entrando na onda na remada em Jaws.

28 de abr de 2011

60.000

Atingimos 60.000 acessos no Top Wings! Obrigado pela visita e se tiver sugestões, por favor faça! Boas ondas, Neko.

Curso de surf na USP

27 de abr de 2011

Wingsuit!

Sempre sonhei em voar. Voei de asa delta por 21 anos. Wingsuit é o que mais se aproxima do meu novo velho sonho.

26 de abr de 2011

Vento solar

O sol influencia nossas vidas mais do que você imagina.

25 de abr de 2011

Vou pegar uma All Around para mim

Tenho várias pranchas Power Light. Agora vou estrear a minha All Around 6´0". Um modelo para extravasar o lado "nervoso" do meu surf.

24 de abr de 2011

Congrats Parko

A onda quebrou

Na sexta-feira passada a onda quebrou... meu tornozelo! Pés mal posicionados na prancha (pé da frente muito para trás), baixa velocidade para manobra, um lip com energia batendo na prancha. A inércia do movimento da onda fez com que meu pé esquerdo (o da frente) tivesse uma torção passando do meu limite (baixo limite) de elasticidade. O resultado é o que aparece na foto a seguir. Fratura da ponta da tíbia da minha perna esquerda... Agora resta recuperar os movimentos, aprender algo com o acontecido, melhorar o preparo físico e voltar para a água com sede de acertar muitas rasgadas de back side.

23 de abr de 2011

22 de abr de 2011

21 de abr de 2011

Nem todo surfista famoso é exemplo a ser seguido

Pessoas com boa índole são as que esperamos encontrar pelo nosso caminho e termos como exemplo para nossos filhos. Surfistas são antes de tudo pessoas. Os mais famosos aparecem na mídia muitas vezes. Por sermos humanos, erramos. O que difere as pessoas de boa índole das "do mal" é justamente a forma de encarar o que é certo ou errado. Vemos exemplos de surfistas campeões gente boa, procurando divulgar o bem, a boa relação entre os povos, a humildade. Por outro lado existem os que jogam suas pranchas maldosamente sobre outros surfistas, agridem fisicamente surfistas menos experientes (no surf e na vida) em frente de cameras de tv para que todo o mundo veja (inclusive as crianças em busca de uma referência). Em resumo, se um surfista é famoso e executa manobras impressionantes, somente isso não o habilita a ser um exemplo. Saibamos diferenciar as coisas e admirar as coisas boas que cada um de nós tem.

20 de abr de 2011

Tempo

Durante nossa rotina diária nem sempre percebemos o que ocorre com a natureza ao nosso redor. Muitas vezes passamos horas dentro de um escritório e nem ao menos vemos as horas passar. Nosso planeta se transforma a cada segundo e são necessários grandes períodos de tempo para que percebamos alguma diferença. Se acelerássemos artificialmente as horas, ficaríamos mais velhos mais cedo, mas em compensação poderíamos analisar nos detalhes os fenômenos naturais do nosso habitat.

The Mountain from Terje Sorgjerd on Vimeo.

19 de abr de 2011

Rip Curl Pro Bells 2011 - Australia

De 19 a 30 de abril, acompanhe o evento nesse link.

18 de abr de 2011

Rip Curl Pro Bells Beach 2011

Amanhã começa a etapa Bells (Austrália) do circuito de surf mundial ASP 2011.

17 de abr de 2011

Pra baixo

Momento de decisão. Vai ou não vai? Em ondas menores essa escolha é mais fácil do que em ondas maiores. Se demorar muito a decidir, vai pra baixo de qualquer maneira. Em ondas grandes a atitude do surfista define a sua onda já na entrada. E é emocionante a despencada. Momentos de incerteza e de decisão. A diferença entre um bom surfista e um ruim é realçada nesse momento. Foto: Surfermag.

16 de abr de 2011

Slater com prancha pequena em onda grande

Kelly Slater não ganhou esse campeonato que rolou em Margaret River - Austrália. Mas mais uma vez mostrou a categoria do seu surf. Com uma prancha 5´9" surfando ondas com tamanho.

15 de abr de 2011

Jogo de cores

Uma das caracteristicas que gosto na arte do Patrick Parker é o jogo de cores nas suas pinturas. Elementos da natureza com suas características realçadas. Esse quadro aí não ia ficar perfeito na sua sala?

14 de abr de 2011

Toca

Clark Little no seu habitat natural.

13 de abr de 2011

12 de abr de 2011

Interferência

Você vem surfando sua onda tranquilamente e aparece um cara atrapalhando a sua onda. Rabo. Por vezes foi sem querer, ou o rabeiro imaginou que você não iria passar a parede ou foi proposital mesmo. E tem horas que você olha para a cara do sujeito e entende por que tudo aconteceu...

11 de abr de 2011

10 de abr de 2011

9 de abr de 2011

FESTIVAL NÁUTICO FESTA DO MAR E WINDPLACE 2011

Aviso de Regata
FESTIVAL NAUTICO FESTA DO MAR E WINDPLACE apoio RIO GRANDE YACHT CLUB

VALIDO PELOS CAMPEONATOS GAUCHOS DE WINDSURF E KITESURF 2011.

Modalidades: windsurf slalom e kitesurf race

Categorias: open e amador e feminino

Data: 16 e 17 ABRIL de 2011.

Local: RAIA DO KITEPOINT WINDPLACE E FRENTE AOS PAVILHOES DA FESTA DO MAR –RIO GRANDE-RS

Realização: WINDPLACE

Apoio: RIO GRANDE YACHT CLUB.

Supervisão: AVERGS,

Inscrições: R$ 50,00 , sócio do kitepint R$ 40 (com direito a camiseta do evento, churrasco).

Troféus para todas as categorias até o 3° lugar

Programação:
15 de abril, Sexta.
09hs - Abertura da Raia para treino.

16 de abril, sábado.
09hs - Abertura da Raia.
12hs - Encerramento das inscrições.
14hs – Inicio das baterias.
19hs - Encerramento da Raia.
20hs – churrasco de confraternização

17 de abril, domingo.
09hs - Abertura da Raia.
11hs – Iinicio das baterias
18hs - Encerramento da Raia.
20hs - Divulgação de resultados e entrega de prêmios
Serão realizadas demonstrações de kitesurf e windsurf Freestyle.

REGRAS.

Instruções de Regata

1. 1. Autoridade Organizadora: Escola e loja de Wind e kite windplace.

2. Local : Lagoa dos patos..

3. Classes convidadas : windsurf e kitesurf.

4. Inscrições: Poderão ser feitas até às 12:00hs do dia 16/04/11 ,na loja windplace ou no local do evento.

5. Elegibilidade: Na categoria estreante será obrigatório o uso de coletes salva-vidas. O atleta desta categoria que estiver sem colete está automaticamente desclassificado da regata em questão sem a possibilidade de descarte.



6. Regras: O Evento será disputado conforme as regras da ABK e ISAF estas instruções de Regata.

7. Categoria do Evento: Regatas de curto, médio e longo percurso

8. Sistema de Pontuação:
Linear
1º Lugar ............................1 ponto
2º Lugar.............................2 pontos
3º Lugar.............................3 pontos e assim sucessivamente


9. Número de regatas: O campeonato será constituído de 10 regatas,. Este item poderá ser modificado mediante as condições climáticas do dia

10. Descartes: O campeonato terá 01 descarte desde que haja pelo menos 05 regatas.

11. Validade: Para que o evento seja válido é preciso que ocorra pelo menos uma regata, caso contrário a etapa será transferida para outra data.

12. Condições mínimas:
A.Para que as pernas de contra-vento sejam realizadas é necessário que o anemômetro marque 18 nós de média, caso contrário as pernas de contra vento estarão canceladas.
B. Para que haja qualquer regata é necessário que o anemômetro marque pelo menos 12 nós em média.

13. Protestos:
A. Para formalização do protesto é necessário que o atleta pegue com a comiçao, um formulário de protesto, preencha-o com os dados devidos e entregue-o dentro do prazo estipulado, o valor da taxa de protesto será de 50 Reais .
B. O prazo máximo para apresentação de protesto é de 30 minutos após a chegada da última regata do dia, caso contrário o protesto será considerado inválido. O protestante também deverá informar na água à comissão de regata e ao atleta protestado imediatamente ao término da regata em questão.
C. A comissão de protesto será formada por a nossa comoção de regatas e dois inegrantes de outras localidades se houver ..

14. Segurança: Durante as regatas de médio e longo percurso nenhum velejador deverá velejar perto de nenhuma embarcação no canal de acesso ao porto velho , caso o atleta seja visto dentro deste limite estará automaticamente desclassificado daquela regata sem a possibilidade de descarte desse resultado.

15. Reuniões: Todos os atletas tem a obrigação de estarem presentes nas reuniões de velejadores que ocorrerão sempre antes do início das regatas do dia.

16. Alterações nas instruções: A comissão de regata do evento pode a qualquer momento alterar qualquer regra ou norma do campeonato desde que avise a alteração no quadro oficial de avisos com uma antecedência mínima de 15 minutos.

17. Linha de largada: A linha de largada será sempre entre o bote da comissão e uma bóia laranja redonda.

18. Linha de chegada: A linha de chegada será sempre entre o bote da organização e uma bóia laranja redonda. OBS: Na chegada sempre haverá uma bandeira azul clara . Sempre que a bandeira azul estiver hasteada significa que haverá outra regata em alguns minutos. Caso a bandeira azul não esteja hasteada não haverá mais regatas naquele dia.

19. Sinalização de largada: As largadas serão separadas por categoria e sinalizadas por bandeiras das classes que serão apresentadas no momento da reunião de velejadores e terão um intervalo de um minuto entre uma e outra.

Bandeira da classe Kitesurf Open – Amarela
Bandeira da classe Kitesurf Estreante e Feminino – Azul
Bandeira da classe Windsurf Open – Branca

OBS: As largadas serão separadas e a ordem para a largada é:
Primeiro Windsurf Open
Segundo Kitesurf Open
Terceiro Kitesurf Estreante e Feminino

• • Esta ordem poderá ser alterada se a comissão de regata assim entender necessário, por isso os atletas tem a obrigação de estarem atentos a cor da bandeira da categoria que iniciou a sinalização de largada.

Bandeira da classe içada...............03 minutos para largada
Bandeira da classe arriada.............01 minuto para a largada
Bandeira vermelha içada................Largada

Bandeira Recon içada....................Largada retardada, será dada nova largada em poucos minutos e/ou fique perto da comissão de regata e atento a sinalização
Bandeira Recon arriada.................01 minuto para início da sinalização da próxima regata

Bandeira Chamada Geral içada imediatamente após uma largada ..... uma quantidade de velejadores muito grande não identificados pela comissão de regata largaram escapados, a largada vai ser refeita.

Bandeira Chamada Individual içada ..... algum velejador largou escapado e tem a obrigação de voltar à raia de largada sem atrapalhar os demais e largar novamente

Bandeira preta içada ..... regra de um minuto está valendo, o velejador que no minuto que precede a largada estiver em cima da linha imaginária de largada ou à sua frente estará automaticamente desclassificado daquela regata sem possibilidade de descarte deste resultado.

OBS: A bandeira Recon pode ser içada até mesmo durante a cronometragem do tempo de largada caso a comissão note que houve falha na contagem do tempo.

Os velejadores que chegarem da regata devem se dirigir imediatamente para o ponto de largada se houver outra regata sem atrapalhar os velejadores que estão em regata ainda. O tempo de intervalo entre as regatas é de no máximo 15 minutos após a chegada do último velejador daquela categoria

20. É permitido um leve toque nas bóias de montagem amarelas, porém não será permitido o toque nas bóias de largada e chegada.

21. Só será dada a chegada para o velejador que atravessar a linha de chegada com seu corpo e equipamento em posição normal de velejo, não será considerado uma chegada onde o velejador chegue nadando ou de body drag. Para efeito de “chegada” o que vale no visual da comissão de regatas é o corpo do velejador e não seu kite.

22. Percursos

Percurso 1 – Para estreante e feminino chega na linha a sotavento da raia e para Open kite e wind a chegada é no mesmo ponto de partida se houver contra-vento, caso contrário é o mesmo percurso da estreante e feminino.

Percurso 2 – Será utilizado somente se o vento for superior a 20nós

Hospedagens e informações:
Fones: 53 84344432 - castilha.
E-mail: windplace@windplace.com.br

8 de abr de 2011

7 de abr de 2011

O inverno vem aí

Tem uma galera que gosta do surf no inverno. Olha um deles aí.

6 de abr de 2011

5 de abr de 2011

Fábrica de imagens de surf

É impressionante a produção do Patrick Parker. Quadros legais surgindo dia após dia.

4 de abr de 2011

Pedro Husadel no Quiksilver Pro Junior

Durante os dias 01 e 02 de abril, aconteceu na praia de Atalaia, Itajaí-SC, a primeira etapa da perna sul-americana do ASP – Pro Junior. O atleta da Oceano, Pedro Husadel, fez boa campanha, avançando do round de 64 até as quartas de final, onde finalizou na 5ª. Colocação. Somou 312 pontos para o ranking da Asp – South América Junior e faturou US$ 750,00.

Resultado do Quiksilver Pro Junior 2011

1 Gustavo Machado (Bra)

2 Deivid Silva (Bra)

3 João Paulo Abreu (Bra)

3 Victor Drews (Bra)

5 Filipe Toledo (Bra)

5 Pedro Husadel (Bra)

5 Thiago Guimarães (Bra)

5 Ian Gouveia (Bra)

3 de abr de 2011

1 de abr de 2011

Jeffreys Bay by Patrick Parker

Confira o site do Patrick Parker e adquira uma obra como essa.