31 de jul de 2008

Galera da paz

Dario, do Surfsauros, mandou este link. Um bom exemplo de que é possível conviver na paz com outros seres da natureza.

Divulgação de minicurso sobre Esportes Radicais

Como parte da divulgação do mini curso que vou ministrar na Feevale em 18, 19 e 20 de agosto próximo, fiz uma entrevista ao pessoal da Imprensa da Feevale, texto que reproduzo a abaixo. Hoje, 30 de julho, entre 13 e 14h darei uma entrevista para Radio ABC 900 de Novo Hamburgo. Programa: "Alejandro Malo recebe". Assunto: Prática de esportes radicais e o curso que a Feevale irá promover. Até lá galera.

Esporte radical: essa moda pega!
30/7/2008 - Quarta-feira

Melhor entendimento sobre a prática de esportes radicais, no dia-a-dia das pessoas, é o foco do curso que acontece de 18 a 20 de agosto, na Feevale.

Os esportes radicais estão longe de ser uma atividade da moda; eles estão aí para ficar, pois aproximam as pessoas cada vez mais da natureza e da adrenalina, além de contribuir para o condicionamento físico dos praticantes e servir como anti-estresse. Nessa perspectiva, a Feevale lança o curso "Praticando esporte radical com responsabilidade".

Os encontros têm por objetivo proporcionar um melhor entendimento aos participantes sobre o que são os esportes radicais (esportes de aventura), bem como apresentar um maior detalhamento sobre os equipamentos utilizados e informações sobre as condições e lugares para quem os pratica ou deseja praticá-los, cuidados e fundamentos importantes de alguns esportes radicais. O curso, conforme a coordenadora da atividade, Haide Maria Hupffer, será uma abordagem mais profunda sobre como executar estes esportes com segurança, realizando sonhos e vencendo desafios.

As atividades são destinadas aos profissionais e alunos das áreas de Turismo e Educação Física, praticantes, simpatizantes e curiosos na área. O curso, ministrado pelo especialista em esportes radicais, Luiz Felipe Rodrigues, acontece de 18 a 20 de agosto, das 19h às 22h. As inscrições podem ser feitas até o dia 16 de agosto, através do site www.feevale.br/extensao ou na Secretaria de Extensão dos campi I e II. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3586-8822.

Confira a entrevista com o ministrante Luiz Felipe Rodrigues (foto abaixo).

Praticante de esportes radicais desde 1974, começando pelo surf. Durante 21 anos, praticou asa delta no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e outros Estados, participando de vários campeonatos. Foi diretor do Departamento de Asa Delta da Federação Gaúcha de Vôo Livre (2001/2002). Realizou 2.000 vôos duplos de asa delta, no Rio de Janeiro. É praticante de windsurf desde 1977. Foi colunista da revista de vôo livre Air por vários anos. Atualmente, palestra sobre técnicas de vôo de distância (cross country) de asa delta e continua praticando esportes radicais.

- Qual o objetivo de fazer um curso sobre esportes radicais, aberto aos mais variados tipos de pessoas?

Para os leigos, a idéia é informar como são praticados esportes radicais, pois muitos desconhecem os detalhes básicos. Queremos desmistificar a imagem de que quem pratica esporte radical é irresponsável. Para os mais inseguros, vou mostrar que eles podem gerar autoconfiança, praticando algum esporte. Além disso, quero trazer para o público coisas que acontecem ou podem acontecer nas aventuras.

- Por que "Praticando esporte radical com responsabilidade"?

Porque é uma regra básica para a sobrevivência do praticante de esporte radical. É possível ser radical e responsável ao mesmo tempo.

- Os esportes radicais e de aventura, vem tendo maior procura? Quais principalmente?

Os esportes ditos radicais são geralmente novos. Os grupos não são tão grandes, quanto os dos esportes convencionais. Acredito que as pessoas têm um espírito mais aberto e jovem, o que ajuda na procura por aventuras. O crescimento destes esportes, na minha opinião, não é estrondoso, pois os grupos são relativamente pequenos. Contudo, o surf e o vôo livre, por exemplo, vêm tendo muita procura.

- Como estão as opções pelos esportes radicais no Rio Grande do Sul?

O Estado tem praticamente todos os esportes radicais que existem no Brasil, tendo até grandes campeões em várias modalidades. As condições geográficas e climáticas para a prática de esportes radicais são excelentes no Rio Grande do Sul.

- O que os participantes vão encontrar no curso?

Muitas imagens, vídeos, fotos, gráficos e músicas. Pensamos em um ambiente descontraído e propício para troca de idéias e coleta de informações.

- Quais os esportes que serão abordados no curso?

Todos os possíveis. Muitos fundamentos de um esporte, a segurança, por exemplo, se aplica em outro. Os detalhes estarão mais no surf, windsurf e asa delta.

- Os encontros serão teóricos ou práticos?

Teóricos, mas teremos algumas simulações, sem a necessidade de assinar termos de responsabilidade. Com conhecimento, a prática poderá ser mais proveitosa. A troca de idéias entre praticantes ajuda ao desenvolvimento de todo o grupo.

30 de jul de 2008

Cavalaria Marinha

Mais uma pintura do nosso artista mor do surf, Phil Roberts. Nesta imagem ele retrata as ondas como se fossem cavalos em um salto coordenado. O vento terral no lip das ondas é representado pelas crinas dos cavalos.

29 de jul de 2008

Internet

Estamos aqui nos comunicando graças á Internet. Hoje é possível trocarmos idéias, experiências, imagens, milhões de informações. Neste video que fiz, tentei dar esta idéia. A musica do Rush, ajuda no clima virtual.

28 de jul de 2008

Drop

A galera do skate down hill praticamente só dropa. Acelera ao máximo o seu skate para atingir o máximo de velocidade possível. Neste desenho que fiz em 1980, ilustrei um skatista que já nasceu pronto para dropar. Seu corpo é aerodinâmico! Só que o rapaz esqueceu de colocar um capacete...

27 de jul de 2008

Do site da FEEVALE

Pessoal, se aproxima a data do mini-curso "Praticando Esporte Radical com Responsabilidade". Se você se interessa por esportes de aventura, não pode perder este evento. Venha compartilhar suas experiências, tirar suas dúvidas e ver muita imagem com explicações, quebras de paradigmas e aprofundamento no conhecimento da rotina e prática destes esportes que ativam a sua adrenalina e fazem sua vida ter mais emoção. Nesta semana saiu no site da Feevale, uma notícia sobre o evento que será transcrita a seguir:

Curso de esporte radical recebe inscrições
26/7/2008 - Sábado

Melhor entendimento sobre a prática de esportes radicais, no dia-a-dia das pessoas, é o foco do curso que acontece de 18 a 20 de agosto

Os esportes radicais estão longe de ser uma atividade da moda; eles estão aí para ficar, pois aproximam as pessoas cada vez mais da natureza e da adrenalina, além de contribuir para o condicionamento físico dos praticantes e servir como anti-estresse. Nessa perspectiva, a Feevale lança o curso "Praticando esporte radical com responsabilidade".

Os encontros têm por objetivo proporcionar um melhor entendimento aos participantes sobre o que são os esportes radicais (esportes de aventura), bem como apresentar um maior detalhamento sobre os equipamentos utilizados e informações sobre as condições e lugares para quem os pratica ou deseja praticá-los, cuidados e fundamentos importantes de alguns esportes radicais. O curso, conforme a coordenadora da atividade, Haide Maria Hupffer, será uma abordagem mais profunda sobre como executar estes esportes com segurança, realizando sonhos e vencendo desafios.

As atividades são destinadas aos profissionais e alunos das áreas de Turismo e Educação Física, praticantes, simpatizantes e curiosos na área. A programação do curso conta com assuntos como a introdução, definições, perfil dos praticantes, limitações para a prática destes esportes; objetivos da prática de esportes radicais; detalhes de alguns esportes radicais, condições meteorológicas; fundamentos, técnicas, equipamentos, locais, segurança e riscos; acidentes, limites de cada um, síndrome do intermediário, irresponsabilidades X prática responsável, grupos e tribos, preconceitos e conclusões.

O curso, ministrado pelo especialista em esportes radicais, Luiz Felipe Rodrigues, acontece de 18 a 20 de agosto, das 19h às 22h. As inscrições podem ser feitas até o dia 16 de agosto, através do site www.feevale.br/extensao ou na Secretaria de Extensão dos campi I e II. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3586-8822.

Ministrante: Luiz Felipe Rodrigues - Praticante de esportes radicais desde 1974, começando pelo no surf. Durante 21 anos, praticou asa delta no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e outros Estados, participando de vários campeonatos. Foi diretor do Departamento de Asa Delta da Federação Gaúcha de Vôo Livre (2001/2002). Realizou 2.000 vôos duplos de asa delta, no Rio de Janeiro. É praticante de Windsurf desde 1977. Foi colunista da revista de vôo livre Air por vários anos. Atualmente, palestra sobre técnicas de vôo de distância (cross country) de asa delta e continua praticando esportes radicais.

26 de jul de 2008

Batida do coração

Quando fazemos algo com o coração, os resultados tendem a ser sempre melhores. Mais prazerosos. Praticar esporte com vontade, gostar dos períodos em que se está praticando, fazem com que naturalmente venha a evolução da técnica. O esportista apaixonado pelo que faz, é muito mais feliz!

25 de jul de 2008

Crianças e aviõezinhos

Tudo começa quando o bebê não quer tomar papinha... Olha o aviãozinho! Depois, dependendo do moleque, gosta mais ou gosta menos de brincar de voar. Alguns continuam com a brincadeira depois de mais velhos.

Quadro

Mais uma pérola do Phil Roberts!

24 de jul de 2008

Enquanto isso, na Praia Mole...

Hoje... (foto ondas do sul)

Big air

Super rampa de skate, aerials fantásticos. Não é brinquedo de criança nem para skatistas comuns. Os escolhidos para o evento devem ser profissionais ou competidores de alto nível. Um erro (e todo mundo erra) pode virar um acidente sério.

23 de jul de 2008

Ilha dos Lobos

Quando você estiver em Torres/RS, repare no mar (olhe para o fundo) quando estiver na praia próximo ao molhes do Rio Mampituba. Vais ver umas pedras e umas ondas quebrando nelas. É a Ilha dos Lobos. Quando o mar está grande, quebram ondas perfeitas onde o pessoal treina um tow in. Está em discussão o uso racional daquelas ondas pelos surfistas. Os lobos marinhos que vivem na área, podem estar se estressando com o barulho dos jet ski... Deverá haver uma solução para este SURF!





Olha ela aí no Google Maps:


E descobriram no litoral de SC, um pouco ao norte de Torres, este pico: Jaguaruna Reef. Mais uma opção de tow in em ondas de responsa no sul do Brasil.

22 de jul de 2008

Está escrito na pedra

Está escrito na pedra: "Surf". A humanidade, desde os tempos mais remotos dos homes das cavernas, já queria pegar uma ondas. Este desenho é bem antigo e foi encontrado em uma caverna. O artista brodersauro já estava com umas idéias diferentes olhando para o swell que quebrava na praia... Numa destas desenhou esta imagem para mostrar para a galera no que ele pensava. Deu certo!

21 de jul de 2008

Joaca ENORME

Em 2006, com a juncão de dois sistemas de baixa pressão no mar do litoral de SC, o mar na região subiu e gerou uma ressaca com ondas de até 5 metros de altura. Uma galera se reuniu na praia da Joaquina e entrando nas ondas de tow in ou remada, a galera surfou um mar de responsa que ficou na história.

Recordes mundiais de surf no Brasil

84 surfistas na mesma onda, Santos/SP. Crowd unida, jamais será vencida!


A maior prancha do mundo! 8,05 metros de surf!


10,1 Km surfando numa mesma onda (30 minutos de surf!)

20 de jul de 2008

Top Wings - Sonho de criança

Criança sonha, adulto também. Top Wings.

19 de jul de 2008

Religião

Cada um no seu interior tem suas crenças, espiritualidade e personalidade. O que acreditamos e quais são nossos objetivos de vida, estão no nosso íntimo. Mas é inegável que podemos compatrilhar pacíficamente energias da natureza do nosso mundo. Para mim e para alguns, Deus está sempre por perto e está em tudo o que nos cerca. Para outros pode ser simplesmente SURF!

18 de jul de 2008

Previsão do tempo online no Top Wings

Não estamos mais emitindo análises de previsão do tempo nas sextas-feiras conforme foi comentado aqui no passado. Em função de compromissos externos ao Top Wings, ficou difícil manter esta rotina. Para não deixar os visitantes na mão, foi criada na barra lateral do site a direita informações para analise as tendências do clima no sul (imagem reduzida, com explicação de cada elemento aqui nesta postagem). Juntando as informações disponíveis em cada uma destas imagens (que são atualizadas quase que online) pode-se ter uma boa noção do que pode estar ocorrendo do lado de fora de casa. Ondas, chuvas, pressão atmosférica, boletins do tempo, relógio, calendário e fotos de alguns locais, ajudam a determinar como estão as ondas hoje, o céu agora a tendência para os próximos dias. Clique nesta imagem aqui do lado, leia as explicações e depois venha ao site ver como estão as coisas, Se tá quebrando onda em Floripa, se chove em Porto Alegre ou se venta em Ibiraquera. Juntando estas informações (linkadas com ondasdosul, Epagri, Climatempo, INPE, etc), fica mais certa a sua decisão de ir para o surf, windsurf ou mesmo em viajem de férias, feriadão ou fim de semana.

Teahupoo by Phil Roberts

Essa agora do Phil é sobre Teahupoo. Imagem usada para propaganda de competição nestas ondas. Geralmente o Phil Roberts mostra o fundo do mar nos seus desenhos de surf, como se ele estivesse fazendo o papel de um fotógrafo de surf. Teahupoo é uma onda que quebra com violência sobre um fundo razo de coral. Mas o visual é tão bonito que por vezes não lembramos dos riscos que acompanham essa pintura (me refiro a Teahupoo, independente de ter sido retratada numa tela).

17 de jul de 2008

Wild birds

Wild Birds (Pássaros Selvagens). Uma galera Top voando com suas asas (Wings). Esses são legítimos Top Wings.

16 de jul de 2008

Classe trabalhadora

O Gustavo Otto do Surf4ever, mais uma vez trouxe-nos um assunto bacana e publicou ontem uma postagem denominada "Contraste cruel". Lá um video do YouTube que tive que colocar aqui no Top Wings. Alguns de nós, estudamos cursos tradicionais ou inovadores, universidades, pós graduação, MBA. Trabalhamos muito. Finalmente, depois de vários anos ralando, conseguimos atingir nossos objetivos de vida! Casa, carro, dinheiro, computador de última geração, os bens materiais que sempre sonhamos ter na vida. Outros, dispendem suas horas de vida na praia, no mar, num tubo, voando numa onda. Claro que um equilíbrio nas nossas coisas sempre deve existir pois para comer e para comprar a prancha, precisamos de dinheiro. Mas será que não estamos exagerando no trabalho? Precisamos de tanto dinheiro para viver bem? A vida aqui na Terra é uma só! (pelo menos com este corpinho que tens hoje). Depois de velhos, esse dinheiro todo não vale muita coisa... O bonde já passou... O que podemos fazer, nós simples mortais, é pelo menos nas horas vagas, encarar um surf (ou outro esporte) e aproveitar um pouco mais desta nossa vida, que um dia acaba. Nos fins de semana, troque o canal do seu cérebro para o MODO SURF e só volte ao trabalho na segunda-feira. Ganhe o tal do dinheiro e compre um quiver de pranchas top de linha, roupa de neoprene bala e por que não uma viajem para o Hawaii ou Bali nas próximas férias? Viu? Agora faz sentido trabalhar! (se não te convenci, pelo menos não ficou tão ruim assim trabalhar, não acha companheiro trabalhador?...).

Praticando Esporte Radical com Responsabilidade

Fui convidado pelo setor responsável pelos cursos de extensão (Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – Proacom) da FEEVALE para ministrar um mini-curso sobre esportes radicais. O local será uma sala, a ser definida na FEEVALE em Novo Hamburgo/RS. As inscrições podem ser feitas pelo site da Feevale (clicando aqui). São apenas 35 vagas.
Do site da Feelave: Praticando Esporte Radical com Responsabilidade. Objetivo: Definir o que são esportes radicais (esportes de aventura), detalhes sobre equipamentos, condições e lugares para a prática, cuidados, e fundamentos importantes de alguns esportes radicais. Uma abordagem mais profunda sobre como praticar estes esportes, com segurança, realizando sonhos e vencendo desafios. Público-alvo: Profissionais e acadêmicos da área de turismo e educação física, praticantes, simpatizantes e curiosos sobre esportes radicais. Programa: - Introdução, definições, perfil dos praticantes (quem pode praticar?), limitações, riscos e objetivos para prática de esportes radicais; - Detalhes de alguns esportes radicais, condições meteorológicas básicas, fundamentos, técnicas, equipamentos e acessórios, locais, segurança e riscos; - Acidentes, puxando seus limites conscientemente, síndrome do intermediário, irresponsabilidades x prática responsável, grupos e tribos, preconceitos e conclusões. Carga Horária: 9 horas. Certificado - Para a certificação, mínimo de 75% de freqüência. Período: 18 a 20 de agosto de 2008. Horário: Segunda, terça e quarta, das 19h às 22h. Local: A definir sala na FEEVALE em Novo Hamburgo/RS. Ministrante: Luiz Felipe Rodrigues (Neko) - Praticante de esportes radicais desde criança (anos 60). Iniciou em 1974 na modalidade surf e, em 1977, no windsurf. Durante 21 anos praticou asa delta, participando de vários campeonatos. Foi presidente da Federação Gaúcha de Vôo Livre (2001/2002). Já realizou cerca de 2.000 vôos duplos de asa delta no Rio de Janeiro e no Rio Grande do sul e produziu mais de 100 vídeos de vôo livre de asa delta (disponíveis na internet). Além de palestrante sobre técnicas de vôo de distância (cross country) de asa delta; foi colunista da revista de vôo livre Air durante vários anos. Atualmente, além de praticante de esportes radicais, é especialista regional de mercado de empresa fornecedora de gases industriais na região sul do Brasil. Coordenadora: Haide Maria Hupffer. Inscrições: Até o dia 16/08, clicando aqui. Promoção: Feevale – Instituto de Ciências Sociais Aplicadas- Turismo. Organização: Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – Proacom.


15 de jul de 2008

Top Surfer

O nome dela é Gisele Bündchen, conhece? Pois é, top model que surfa não são muitas, ainda mais gata como a Gisele. Na foto ela treinando na Costa Rica. Top surfer! (fonte globo.com, dica do Dario do site Surfsauros)

Jeffrey's Bay by Phil Roberts

As imagens de surf criadas pelo Phil Roberts são sempre muito legais. Nesta ao lado, ele retrata uma onda em Jeffreys Bay, Africa do Sul, praia onde direitas infinitas quebram perfeitas. Na postagem do Top Wings "Diversão para todo mundo" linkamos um video do YouTube de Jeffrey's Bay, onde pode-se ver os mesmos golfinhos que o Phil destacou nesta pintura. Lá em Jeffrey's eles costumam surfar as ondas junto com a galera do surf(certamente começram com o surf de Jeffrey's antes de nós).

14 de jul de 2008

13 de jul de 2008

200

Fica o registro. Esta é a postagem número 200 no Top Wings. Obrigado pela sua visita! Estamos só começando... Com o tempo vamos identificando as preferências dos internautas que acessam este blog e vamos procurar fazer com que você se divirta vindo por aqui. Um abraço! Neko.

Enfia a prancha no computador!

Olhando aquela imagem muito legal pela Internet dá uma vontade de estar lá! Uma onda perfeita, uma praia paradisíaca. Pegar a prancha colocar embaixo do pé e acelerar na parede... Como não podemos ganhar todas, um meio termo: Um pen drive que é uma prancha de surf e que você pode literalmente entrar com ela no seu computador! Esse da foto é de 1 Mb, a venda neste link.

Capa da Revista Surfer by Phil Roberts

Esta imagem é da capa da revista SURFER de dezembro de 1982. O surfista dando uma batida é o Mark Richards. O Shaun Tompson está lá na areia curtindo a bateria amarradão. Mais um desenho do artista Phil Roberts. Além de pinturas e desenhos muito legais de surf, o Phil faz outros tipos de pinturas, esculturas, etc.

12 de jul de 2008

24 horas no mar

Normalmente os esportes praticados no mar acontecem durante o dia. No surf, cair bem cedo significa esperar a claridade do dia, o sol começar a iluminar as ondas. Na Inglaterra, o pessoal do Fat Face, tem o costume de organizar eventos de noite. Esse aí foi em 2006 e era uma prova de windsurf slalom. Ventão comendo solto.

E neste mesmo ano, rolou um campeonato de surf organizado pelo mesmo pessoal. As ondas deixaram a desejar, merrequinhas. Mas mais uma vez a galera foi para a água de noite. No caso do surf a organização providenciou holofotes para iluminar o mar a noite. A festa parece que foi boa. Bastante gente prestigiando o evento.

Existem videos destes mesmos eventos nos anos seguintes, mas parece que o ano de 2006 foi o que a competição de windsurf foi realizada no ventão e a filmagem do evento de surf ficou mais legal.

Meu dia

Não tem aqueles dias em que tudo dá certo para você? Você está no rip, as condições estão do seu jeito, você está se sentindo bem? Pois é, isto aconteceu comigo no dia 29 de abril de 2006. Primeira etapa do campeonato gaúcho de asa delta de 2006, Nova Petrópolis. Não estava me sentindo pressionado pela competição e muito menos preocupado em ter boa colocação. Relaxado, preparei meu equipamento e decolei num momento que achei legal. Os pilotos de ponta já estavam voando, um marcando o outro, procurando as primeiras colocações. Eu me preocupava em fazer um bom vôo, o dia estava muito bom para voar. Vi outros pilotos indo para a prova com muito menos altura que eu. Preferi ganhar o máximo de altura possível no dia e nunca ficar baixo. Acertei! Quem ficou com altura abaixo das montanhas, pousou. Por algumas vezes desisti de seguir o caminho da prova para ficar mais alto. Resultado: Fui o único que completou a prova. Primeiro colocado! Momentos como este são daqueles que nos trazem boas lembranças do passado. Realização pessoal. Na época eu voava uma asa delta marca AREOS modelo COMBAT L. Um planador! No site do representante da asa no Brasil, editado pelo Luizinho Nienmeyer, o Aeros Brasil, dei esta entrevista:
Campeonato Gaucho em Nova Petrópolis. A rotina de vitórias continua para as Combat L. Terminou neste fim-de-semana a etapa do Campeonato Gaucho em Nova Petrópolis e em primeiro lugar ficou o piloto Luiz Felipe Rodrigues, o Neko, voando uma Combat L e em terceiro o Christian também de Combat L. Abaixo algumas informações da única prova válida enviada pelo Neko. "O campeonato gaúcho de asa delta começou este ano mais tarde. A primeira etapa foi em Nova Petrópolis nos dias 29 e 30 de abril e 1 de maio. No primeiro dia a prova escolhida não foi longa, um zig zag pela área da rampa e do pouso oficial. Decolei na hora que o start já estava aberto e saí dentro de um ciclo fraco mas consistente. Pensei em ficar o mais alto possível e só abandonar a termal quando ela acabasse. Já podia ver o time da frente indo para o primeiro pilão. Fiquei no time do Jamir, Christian e Maiquel. Fiz bem o primeiro pilão e voltei para térmica de onde eu tinha saído. Indo para o segundo pilão vi Jamir e Christian enroscando mais na frente. Fui lá e quando cheguei eles já estavam abandonando a térmica. Nisso comecei a ver asas pousando fora do pouso oficial (que era o goal). Fui então para o terceiro pilão e voltando jé em direção ao último pilão escutei pelo rádio o Christian dizendo para o Jamir que estavam baixos lá. O Maiquel seguiu para eles, eu vi que azulava o céu naquela direção e resolvi voltar. O céu estava cada vez mais bonito e era cerca de 2 h da tarde, cedo. Peguei então um ciclo bom e fui a 1200 m, meu vario dizia que eu chegava com 500 m no pilão, fui. Fiz o pilão e virei o bico para o goal. Vario dizendo 0 m no goal. Escolhi uma rota boa e vim num planeio fantástico chegando no goal com uns 150 m de altura. Que asa !!! Pousei e então descobri que era o único a completar a prova. Quem acelerou e ficou abaixo do topo das montanhas não pegou mais nada e pousou. Não era dia para velocidade e sim para voar nos ciclos qua pintavam. Céu lindo com nuvens. Foi uma surpresa geral, mas sinto que voar relaxado, com um equipamento de ponta é o canal. Estou muito satisfeito com minha asa e me sentindo bem voando nela." Colocação final asa delta:
1 - Neko - Combat L
2 - Jamir - Litespeed S
3 - Christian - Combat L
4 - Maiquel - Litespeed
5 - Baca - Talon

No meu site Logbook, onde registrei todos os meus vôo solos de asa delta, do meio do ano 2000 até o final de 2007, não podia deixar de registrar este momento. Lá podem ser vistas fotos, dados do meu GPS e variometro entre outras coisas do dia. No site Logbook 2006, é o vôo do dia 29/04/2006. E finalizando, abaixo o video que produzi neste dia:

11 de jul de 2008

Pintura

O pintor chama-se Phil Roberts. Nesta pintura alucinante ele retrata Pipeline. (virou o papel de parede do meu computador!)

10 de jul de 2008

Surf indoor

Já vimos aqui o assunto de piscinas com ondas. Nestas piscinas as ondas são ondas mesmo. Pela movimentação de grande quantidade de água a onda nasce e vem quebrar numa praia artificial. Mas existem também outras formas de surfar dentro de casa. Nestes videos abaixo, o sistema é fazer a água passar por uma superfície que tem um formato de onda e "surfar" aproveitando esta energia. Não é a mesma coisa que o que ocorre nas piscinas com ondas. A prancha também não é uma prancha de surf, parece mais uma prancha de wake board. Não pode ter quilhas pois a lâmina de água é de pouca espessura. Um tombo aqui está mais para tombo de skate do que de surf. Capacete deveria ser obrigatório. Os caras dando looping... Olha só:




9 de jul de 2008

Campeonato de surf na Joaquina

Mais uma foto antiga. Nessa aí eu estava me dando bem numa bateria durante um campeonato de surf na praia da Joaquina em Floripa. A prancha era uma Martins, wing swallow, 5' 5", biquilha. Pranchinha alucinante! Eu podia ter caprichado mais no estilo... Saindo de um tubo no inside, mão na parede e acelerando para fora. Pela cor da água, devia estar fria. O ano foi ali por 1980.

8 de jul de 2008

Corrida

Campeonato em algumas modalidades de esportes significa corrida, velocidade, quem chega primeiro. Isto não acontece no surf nem no windsurf wave, mas na asa delta e no windsurf slalom, sim. No video uma prova de windsurf slalom com a galera acelerando tudo. Fuerteventura, etapa do campeonato mundial 2007.

7 de jul de 2008

Mão na parede

Colocar a mão na parede durante a prática de alguns esportes pode ajudar no posicionamento para as próximas manobras. Na foto ao lado, eu cravei a mão na parede de uma onda no Santinho com a intenção de frear e me colocar mais perto do tubo que estava formando. O uso da mão na parede das ondas no surf pode ajudar no encaixe do corpo num tubo, ou mesmo dar um apoio ao corpo numa cavada, cut back, etc. Só que em outros esportes, colocar a mão na parede pode ser muito arriscado. Olha os caras no video abaixo. Estavam ficando intediados de fazerem sempre a mesma trajetória convencional. Estão vindo cada vez mais para perto da parede. Querendo colocar a mão...

6 de jul de 2008

Joaquina neste fim de semana

Praia da Joaquina neste fim de semana. (foto do site ondas do sul)

5 de jul de 2008

Descobrindo a Barra Sul - segundo epsódio

Você que já assistiu o primeiro epsódio do Descobrindo a Barra Sul, não pode perder o segundo:

Fazendo isso

Gustavo Otto do SURF4EVER escreveu estas linhas que fazem parte da rotina da maioria dos surfistas. No auge do rip, quem nunca pensou em surfar até ficar bem velhinho? Mas a vida pode nos surpreender sem avisos. Por isto, cada entrada no mar é um presente de Deus. Mesmo que as ondas não estejam perfeitas. Quase nunca paramos para pensar desta maneira...



Fim de tarde


Caminho até a praia


Céu nublado, uma brisa leve de Sul


Mar gelado, ondas fechantes, não muito grande


Quase ninguém por perto


Enquanto me alongo ao lado da prancha


Preocupações mundanas


Angústias humanas


Bato as palmas pra tirar a areia


Respiro fundo, fechando os olhos


PENSO ATÉ QUANDO PODEREI FAZER ISSO


O cheiro da parafina


O barulho inconfundível


Volto à Terra e me levanto


Peço a proteção e entro


Tudo parece automático


Mas nunca é igual


Não é uma queda inesquecível


Séries na cabeça, remada puxada, algumas vacas


Uma ou outra abrindo


Reflexões solitárias sentado lá atrás, esperando


Começa a escurecer


Saideira meia-boca


Tiro a cordinha e me viro para o mar


Agradeço e concluo


PIOR SERIA SE NÃO FIZESSE MAIS ISSO.

Parceria de vôo

4 de jul de 2008

Intervalo

Não são em todos os momentos de nossas vidas que estamos "em ação". Num dia bom de surf, por exemplo, entre uma caída na água e outra, uma pausa. Nestas pausas podemos descansar e avaliar bem melhor as condições que nos cercam. No caso do surf (e deste desenho que fiz em 1980), avaliamos o pico. Onde quebram as melhores ondas. Para qual lado está a correnteza. As bocas para melhor entrada no mar. O crowd, tem algum amigo lá fora? Reparando e aprendendo com as manobras dos surfistas mais radicais. Depois de algum tempo, já teremos colhido algumas informações importantes para o próximo banho. Na nossa vida, no dia a dia, também precisamos de um intervalo nas nossas atividades. Seja na hora para um almoço, num fim de semana, férias. Uma olhada pelo lado de fora pode nos mostrar coisas que quando estamos dentro, "em ação", não conseguimos ver. Portanto, se por um acaso estiveres num período de intervalo (mesmo que forçado), aproveite para planejar suas próximas ações. Dando um bom resultado, vais adquirir mais experiência que certamente irá TE AJUDAR no futuro. Ok, chega de papo, vamos prá água!!

3 de jul de 2008

Arte

Tiúba é o nome do cara. Faz umas pinturas muito legais. Como esta aí do lado. Tubo!

2 de jul de 2008

Hawaii 1972

Você que surfa a algum tempo, pode se lembrar de nomes como Rory Russel, Gerry Lopez, etc. Neste vido algumas cenas de Pipe e seus tuboas alucinantes. Repare o estilão do Gerry Lopez. Altas ondas.


Mais um pouco de 1972, Reno Abellira!



E finalizando, mais Pipeline 1972.

1 de jul de 2008

Revisão dos 100.000 km

Imagine que você é uma máquina. Zero Km. Cheirinho de novo. Aí você roda, roda, roda. Com o tempo algumas peças, ou subsistemas, começam a apresentar sinais de desgaste. Hora de trocar peças. Nas revisões iniciais, se a máquina fosse um carro, só trocaria o óleo. Mais tarde, troca lonas de freio, embreagem, jogo de pneus, etc. E agora, se você estivesse entrando numa revisão de 100.000 Km. Troca o que? O chassis? Trate bem da sua carcaça, não coloque sua estrutura física no limite. Fortaleça seus músculos para ajudarem seus ossos, ligamentos e articulações. Assim poderás usufruir do seu corpo por muito mais tempo. Traduzindo: Surf por muito mais anos!